banner O verbo se fez carne 2 (1).jpg

O VERBO SE FEZ CARNE (2019)

A invasão dos europeus em Abya Yala nos deixou cicatrizes. Ziel Karapotó utiliza seu corpo para denunciar a imposição da língua do colonizador aos povos indígenas, uma face do projeto colonialista.

Direção: Ziel Karapotó

7 min

Pernambuco

Direção e Direção de Arte: Ziel Karapotó

Direção de Fotografia e Iluminação: Tata Quintero

Câmera, Som e Montagem: Karkará Tunga-Tarairiú

Produção: Ziel Karapotó, Tata Quintero, Karkará Tunga-Tarairiú